Pesquisa

Dicionário de Umbanda

A
  • Alguidar
    Vasilha de barro própria para o uso em oferendas e despachos. Geralmente, é utilizado pelas religiões afro-brasileiras.
  • Amaci
    Líquido preparado com o suco de diversas plantas e que tem aplicação na firmeza de cabeça dos médiuns. É o principal banho para o ritual da “lavagem de cabeça”.
  • Ancora
    Simboliza segurança. É usado para trazer segurança e equilíbrio no plano físico, financeiro e também para se livrar de perdas materiais.
  • Aruanda
    Mundo espiritual onde vivem os orixás.
  • Axé
    Axé representa força, ânimo, energia positiva. Mandar um axé para alguém é desejar que esta energia do Bem esteja sempre com a pessoa.


B
  • Babalaô
    Pai de Santo; Chefe de Terreiro (masculino). Segundo Eduardo Higa, “Babalaô significa ‘Pai do Segredo’ e é uma nomenclatura dada apenas aos Sacerdotes de Ifá. Pai de Santo, é Babalorixá”. A palavra Babalaô é também uma adaptação/derivação de “babalawo” da língua Yorubá, usada inicialmente em virtude de aportuguesamento de palavras estrangeiras por escritores e leigos em […]
  • Banho de descarrego
    Banho preparado com ervas de acordo com o Orixá de cada indivíduo, para purificar e afastar vibrações negativas.
  • Bater cabeça
    É um ritual de se direcionar até o congá e reverenciar os Guias e Orixás da Umbanda em frente ao altar, saudando-os.


C
  • Cabeça-feita
    Médium que já passou pelo ritual do Amaci. Médium desenvolvido, já cruzado no Terreiro, com seu Orixá de cabeça definido.
  • Cadinho
    Cadinho ou Crisol é um recipiente em forma de pote, normalmente com características refratárias, resistente a temperaturas elevadas, onde se fundem materiais em altas temperaturas.
  • Cambono
    Cambono ou cambone é o (a) auxiliar dos médiuns de incorporação e servidor dos Orixás.
  • Cordões energéticos
    Os cordões energéticos são ligações eletromagnéticas que se estabelecem em nível espiritual; são ondas magnéticas projetadas por espíritos encarnados e desencarnados para diversas finalidades.

D
  • Dar passagem
    Ato do Orixá ou Guia deixar o médium (desincorporar) para que outra entidade nele se incorpore.
  • Defumação
    É um processo em que se queima ervas e outros elementos naturais com o objetivo de energizar, afastar energias negativas ou neutralizar energicamente o ambiente através da fumaça. Também pode ser utilizado para defumar objetos (ex: guias) e os médiuns antes dos trabalhos de Umbanda.
  • Deidade
    Conjunto de forças e/ou intenções que se materializam em uma divindade. A deidade é a fonte de tudo aquilo que é divino.
  • Demanda
    É o nome que se dá a uma irradiação energética densa, que pode ser fruto de vibrações negativas de pessoas ou grupos tomados por descontentamento, raiva, inveja, mágoas, entre outros sentimentos de baixa vibração que ocupam corações e mentes.

  • E
  • Ebó
    Oferenda para os Orixás e Guias para interceder no plano espiritual.



F
  • Falange
    São agrupamentos de espíritos/irradiações divinas que possuem a mesma vibração/afinidade.
  • Ferradura
    Simboliza energia positiva e sorte. Representa também o esforço e o trabalho. Os ciganos a têm como um poderoso talismã que atrai boa sorte, fortuna e afasta a má sorte.
  • Fundanga
    A “Roda de Fogo” ou Fundanga é instrumento utilizado pela Gira de Guardiões, onde somente pode ser realizada com a presença do Sacerdote Pai ou Mãe de Santo do Terreiro.

G
  • Gira
    Ritual aberto ou fechado em que os espíritos são incorporados na Umbanda.



L
  • Laroyê
    Laroyê ou laroiê é uma palavra de origem Yorubá que não possui uma tradução ao pé da letra em língua portuguesa. De forma aproximada, significa "olhai por mim", "me guarde".
  • Lua
    Simboliza a magia e os mistérios e também o poder feminino.



M

  • Mãe de Santo
    É a líder do Terreiro. Sinônimos: ialorixá, madrinha ou apenas mãe.
  • Marafo
    Marafo é a cachaça, pinga ou aguardente, como a conhecemos popularmente. O termo é usado pelos Caboclos, Pretos velhos e Exus na Umbanda.
  • Maria Mulambo
    Maria Mulambo (ou Molambo) é o nome dado a uma irradiação da Linha das Pombagiras, entidades que se apresentam na Umbanda. São entidades do Bem, que trabalham o estímulo e o gosto pela vida.
  • Marola
    Significa ondulação na superfície marítima, mas na Umbanda o termo também é encontrado como nome de Guias/Entidades.
  • Miasma
    Miasma espiritual é uma vibração negativa que causa transtornos espirituais e mentais.
  • Mojubá
    Dentre os diversos significados, cabe destacar que o termo significa uma saudação que pode ser traduzida por "seja bem vindo à Roda/Gira".


O
  • Oca
    Oca é o nome dado à habitação indígena brasileira, de uma forma geral. O termo é oriundo da família linguística Tupi-Guarani.
  • Odu
    A palavra Odu vem da língua Yorubá e significa destino. Cada homem (Ser) possui o seu destino, hora com passagem que se assemelham a de outros, mas sempre com alguma particularidade.
  • Ori
    Palavra da língua Yorubá que significa literalmente cabeça, refere-se a uma intuição espiritual e destino. Ori é o Orixá pessoal, em toda a sua força e grandeza.


P

Pataco
  • Sinônimo de dinheiro, é um termo usado em Terreiros de Umbanda por entidades espirituais quando querem se referir a rendimentos, moedas, capital e também a moedas e cédulas de dinheiro.
  • Pemba
    É um objeto presente desde os rituais africanos mais antigos que se tem conhecimento, utilizado em rituais, cerimônias, festas, reuniões ou solenidades que possuam cunho espiritual. Os médiuns e as Entidades Espirituais que atuam na Umbanda costumam desenhar pontos riscados com um giz de calcário, conhecido como Pemba.
  • Ponto cantado
    São músicas ritualísticas com a finalidade de chamar, saudar e se despedir das entidades além de outras finalidades como bater cabeça.
  • Prana
    Em sânscrito significa "sopro de vida".


Q

  • Quiumbas (ou kiumbas) são seres desencarnados que apresentam um grau de evolução muito rudimentar.


S

  • Sacudimento
    Ritual com ervas para descarrego, cura e regeneração do espírito. O objetivo principal é reorganizar os padrões energéticos da pessoa ou ambiente.
  • Saravá
    Assim como axé, finaliza conversas e tem conotação positiva quando pronunciada. Também pode significar "salve" ou "viva", por influência africana no idioma português.

  • T
  • Taça
    Simboliza união e receptividade, pois qualquer líquido cabe nela e adquire sua forma. Em casamentos ciganos, os noivos costumam tomar vinho em uma única taça, representando valor e comunhão eterna.
  • Terreiro
    Também chamado de Tenda, Casa, Canzuá, Caricó, Templo ou Centro. É o local onde acontecem os rituais da Umbanda.
  • Trevo
    É o símbolo mais tradicional de boa sorte. O trevo de quatro folhas é usado para atrair felicidade e fortuna. Quando se encontra um trevo de quatro folhas na natureza pode-se esperar boas notícias.

Z
  • Zé Pilintra
    Ou também Zé Pelintra, é uma entidade das mais populares na Umbanda; teria sido o espírito de um malandro, de terno branco e gravata vermelha, arquetípica de negros cariocas dos anos 1940 e 50.


Fonte: http://umbandaeucurto.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário