Pesquisa

30 de mai de 2016

Umbanda - Mitos e Realidades

Podemos observar que as pessoas que procuram a Umbanda o fazem, em sua maioria, para resolverem problemas de ordem material, exigindo um resultado imediato,e quando não encontram creditam no Terreiro ou ao Dirigente e Médiuns, quando não a própria Umbanda, o motivo do seu fracasso.

Por que isso acontece? Acreditamos que a culpa disso seja dos próprios umbandistas que não esclarecem que a Umbanda é uma religião digna e nobre como todas as outras, se omitem ou são os primeiros a dar “oferendas” para obterem favores materiais das Entidades.

29 de mai de 2016

Estudo sobre Os Orixás na Umbanda

Para que possamos entender o Orixá em sua absoluta essência, é necessária uma enorme capacidade de abstração. O que diversos autores têm tentado valentemente explicar é algo absolutamente intangível ao nosso nível de consciência.

Orixá não é divindade, pois na Umbanda cremos num único Deus. A Umbanda não é politeísta, portanto o que passaremos a descrever não é uma teogonia. Orixá é potência de luz emanada de Deus, O Criador.

O significado dos Orixás para os Yorubás

Aqui, no Brasil, quando falamos de Orixá, falamos de uma força pura, geradora de uma série de fatores predominantes na vida de uma pessoa e também na natureza. Os Orixás são os intermediários entre Olódùmarè - Olórun (Deus) e os seres humanos.

Mas, para os yorubás quem são os Orixás? Como surgiram? Quais as suas origens? Como são cultuados?

26 de mai de 2016

A História de São Lázaro

São Lázaro foi discípulo e amigo pessoal de Jesus. Era irmão de duas mulheres que se tornaram conhecidas pelos Evangelhos: Marta e de Maria. Lázaro vivia com sua família no vilarejo chamado Betânia, que ficava a menos de uma hora de caminhada de Jerusalém, em Israel. Jesus, em suas andanças missionárias, anunciando o Reino de Deus, sempre ia se hospedar na casa de Lázaro. O nome Lázaro vem do grego. Em hebraico seria Eleazar, e quer dizer "Deus ajudou".

Corpus Christi – O Corpo de Jesus Cristo

Corpus Christi (expressão latina que significa Corpo de Cristo) é uma festa que celebra a presença real e substancial de Cristo na Eucaristia.

É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes.

Em muitas cidades portuguesas e brasileiras é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão de Corpus Christi com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa.

24 de mai de 2016

Ser e Estar Umbandista (Por: Kátia Sá)

Ser
Umbandista é não ter vergonha de dizer que é umbandista.

Estar
Umbandista é fugir do assunto quando perguntado.

Ser
Umbandista é ir para o terreiro pensando em ajudar a melhorar um pouco o mundo e consequentemente receber sua parte nesta melhora.

Estar
Umbandista é simplesmente ir o terreiro para resolver a sua vida.

Ser
Umbandista é não ter vergonha de limpar cinzeiros, varrer o chão, acender um cachimbo, enfim é não ter vergonha de servir.

Estar
Umbandista é fugir dos trabalhos mais humildes, achando que sua capacidade esta acima deles.

Ser
Umbandista é estar presente no terreiro pronto a “receber” qualquer entidade que esteja sujeita ou que necessite vir, mesmo sendo um irmão sofredor, praticando assim a verdadeira caridade.

Estar
Umbandista é se preocupar com que entidade vai “receber”, torcendo para que seja uma bem famosa.

Ser
Umbandista é não se preocupar com o tempo que vai precisar ficar no terreiro até que todos os que precisam sejam atendidos.

Estar
Umbandista é preocupar-se com a demora uma vez que tem outros compromissos.

Ser
Umbandista é agradecer aos guias e orixás por sua vida.

Estar
Umbandista é barganhar com eles por favores mesquinhos.

Estar umbandista é gostar da umbanda enquanto ela servir.

Enfim, ser umbandista é amar a umbanda e assumi-la como sua religião, falando de suas virtudes, mas sem fechar os olhos para seus problemas.

E nós somos ou estamos umbandistas?


Fonte. Kátia sá - centro espírita xangô menino macaé/rj

24 de Maio - Dia de Santa Sara Kali


A História de Santa Sara Kali

Santa Sara Kali é a padroeira dos ciganos. O seu nome, tal como o de Sara no Antigo Testamento, pode ser um nome hebraico que indica uma mulher de alta sociedade, que algumas vezes é traduzido como “princesa” e outras “senhora”. Já o epíteto Kali deve significar "negra", da língua indiana sânscrito, por sua tez ser escura. Seu culto se liga ao das Virgens Negras.

As lendas a identificam como a serva de uma das três mulheres de nome Maria que estavam presentes à crucificação de Jesus. E algumas lendas dizem que ela era filha de Jesus e Maria madalena.