Pesquisa

31 de jan de 2016

A ciência comprova: poesia é mais eficaz que autoajuda

Ler poesia pode ser mais eficaz em tratamentos do que os livros de autoajuda, segundo um estudo da Universidade de Liverpool.

Por que sou da Umbanda?

Porque Exu me ensinou que se eu desejo algo, eu tenho que conquistar!

Porque a Pombagira me ensinou que o melhor amor não é amarrado!

Porque os Baianos me ensinaram que a felicidade é uma permissão que temos que nos dar!

Porque os Marinheiros me ensinaram que mesmo que a vida balance, o naufrágio só acontece se eu nao me manter firme!

Porque os Boiadeiros me ensinaram que só os verdadeiros amigos permanecem ao meu lado!

Porque as Pretas e Pretos Velhos me ensinaram que arrogância não nos leva a caminho nenhum que seja bom!

Porque os Ibejis me ensinaram que a fé é o único sentimento puro que existe!

Porque Pai Omulu me ensinou que não existe sofrimento em recomeçar tudo outra vez!

Porque Ogum me ensinou que não se vence batalhas com a guerra!

Porque Iansã me ensinou que se vence as tempestades da vida com a cabeça erguida!

Porque Oxum me ensinou que o amor vale mais que o ouro!

Porque Xangô me ensinou a confiar na justiça divina e não na minha errante!
Porque Iemanjá me ensinou a acolher as pessoas, e nao a fugir delas!

Porque Oxossi me ensinou que a minha coragem é o suficiente para realizar meus sonhos!

Porque Nanã me ensinou que a paciência nos faz chegar mais rápido e com mais certeza em nossos objetivos!

Porque Oxalá me ensinou que pra ser bom eu nao preciso ser santo, mas que eu não faça nada que vá contra uma outra pessoa!

Porque Nzambi me ensinou que ele não tira nada de mim, nem mesmo se for pra me dar algo melhor! Olorum me ensinou que o que eu conquisto é mérito meu, fazer permanecer comigo é outro mérito! E que se for por meu merecimento Ele me dará muitas coisas sem tirar nada do que já possuo!

Por que sou da Umbanda ?

Porque minha religião não faz discriminação, ela não mede minha fé pela quantia de bens que eu tenho Porque ela não faz comparação entre os membros participantes, porque dentro do terreiro somos uma família unida na fé!

Por isso sou da Umbanda!!!!


Fonte. terreiroluzdearuanda.com

5 razões que nos impedem de descobrir verdadeiro sentido na vida



“A mais profunda forma de desespero é escolher ser outro que não si mesmo.”
~ Soren Kierkegaard (1813-1855)

O significado de propósito e sentido de vida aqui está nos moldes dessa afirmação do filósofo dinamarquês Soren Kierkegaard mas também lembra, talvez ainda mais, a máxima do clássico indiano Bhagavad Gita (cap III, v.35), que diz que “Mais vale cumprir o próprio dharma, ainda que de forma imperfeita, do que cumprir de maneira perfeita o dever de outrem”. A psicóloga Shelley Prevost, terapeuta do Lamp Post Group, listou cinco razões pelas quais “nos perdemos” no caminho e entramos nessa crise de não enxergar mais sentido ou propósito, num post publicado na revista Inc intitulado “5 Razões Pelas Quais A Maioria das Pessoas Nunca Descobre Seu Propósito” (5 Reasons Why Most People Never Discover Their Purpose, 29/08/2013).

A maior parte do texto está traduzido abaixo, com observações, comentários e links a respeito de cada item. Não é intenção apresentar a lista da Shelley como “a” lista de razões para isto ou aquilo, mas é uma visão interessante que pode adicionar aos passos do nosso (verdadeiro) caminho. Segundo o sábio indiano Sri Ramana Maharshi, o que nos faz encontrarmos nosso próprio caminho e sentido é apenas uma coisa: investigarmos profunda e verdadeiramente quem somos.

30 de jan de 2016

Ego; o falso centro (Liberte-se!)

O primeiro ponto a ser compreendido é o ego.

Uma criança nasce sem qualquer conhecimento, sem qualquer consciência de seu próprio eu. E quando uma criança nasce, a primeira coisa da qual ela se torna consciente não é ela mesma; a primeira coisa da qual ela se torna consciente é o outro. Isso é natural, porque os olhos se abrem para fora, as mãos tocam os outros, os ouvidos escutam os outros, a língua saboreia a comida e o nariz cheira o exterior. Todos esses sentidos abrem-se para fora. O nascimento é isso.

O que é Carma? (Por: Maiana Lena)

O carma são dívidas pessoais contraídas pelo espírito no decorrer de suas existências. Todos nós, espíritos em evolução, temos carma a resgatar e entramos na roda de Sansara em sucessivas reencarnações com o objetivo de resgatar as nossas dívidas cármicas e seguir a caminhada com destino à perfeição.

O espírito, antes de reencarnar, planeja com os seus guias amparadores reencarnar com o objetivo de resgatar determinadas dívidas cármicas. Ele planeja vivenciar determinadas situações que irão contribuir para o seu aperfeiçoamento. Não existe uma determinação, o espírito é quem escolhe as provas, segundo o seu carma, a que ele quer se submeter e que se sinta preparado para fazê-lo. É o livre-arbítrio de cada um. O mundo espiritual não interfere em nossas escolhas. Entender esta questão é importante para que se compreenda a grandeza do amor do Deus Maior por todos nós.

Antes de reencarnar, escolhemos com quais pessoas iremos conviver ou relacionar?


'Antes de encarnar, todos nós obrigatoriamente escolhemos nossos pais e irmãos? Ou podemos nascer em uma família com integrantes com os quais nunca convivemos, em vida alguma?’.

A reencarnação é  um processo complexo. Suas variáveis decorrem do nível espiritual de cada um, levando em conta as necessidades de aprendizagem não só do espírito que volta, mas também das pessoas com as quais ele irá conviver nesse período. Quando o espírito possui mais conhecimento, pode ajudar a programar sua próxima encarnação – mas sempre com a supervisão dos espíritos superiores.

28 de jan de 2016

A pressa de Incorporar e suas consequências

O tema que estarei abordando é uma das maiores dificuldades encontradas dentro dos terreiros, e muitas vezes não começa ali no iniciar dentro da gira, começou bem antes quando aquele médium ainda era um consulente. 

Muitas pessoas quando entram num terreiro, ficam encantadas, acham aquilo tudo muito magico, acham tudo lindo, e com o tempo começam a querer fazer parte daquilo tudo, não se contentam mais em ser apenas consulentes, sentem como um chamamento, mas tem um porém, qualquer dirigente no mínimo responsável sabe perfeitamente que o ingressar dentro de um terreiro é algo de suma responsabilidade, comprometimento e seriedade, ali não é um brinquedo de um parque de diversão onde a pessoa quer passar umas horas e brincar e quando cansar largar, e que essa empolgação pode ser algo passageiro. 

Quando  ocorre o despertar consciencial de uma pessoa não tem volta, é como uma casca de ovo que se quebra, aquela pessoa foi tocada pelo espiritual. Infelizmente algumas pessoas pensam apenas impulsivamente sobre o assunto, na euforia do momento, e querem que por que querem estar dentro da gira, é onde começa o primeiro sintoma da tal complicada pressa.

24 de jan de 2016

História da Cidade de São Paulo

Os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega subiram a Serra do Mar, nos idos de 1553, a fim de buscar um local seguro para se instalar e catequizar os índios. Ao atingir o planalto de Piratininga, encontraram o ponto ideal. Tinha “ares frios e temperados como os de Espanha” e “uma terra mui sadia, fresca e de boas águas”.

Os religiosos construíram um colégio numa pequena colina, próxima aos rios Tamanduateí e Anhangabaú, onde celebraram uma missa. Era o dia 25 de janeiro de 1554, data que marca o aniversário de São Paulo. Quase cinco séculos depois, o povoado de Piratininga se transformou numa cidade de 11 milhões de habitantes. Daqueles tempos, restam apenas as fundações da construção feita pelos padres e índios no Pateo do Collegio.

23 de jan de 2016

Continuum das Virtudes; Filosofia Grega (Aristóteles)

A Teoria do justo-meio de Aristóteles, pressupõe o homem na busca da felicidade da pólis (Cidade). Ou seja, o homem é parte da cidade e sua felicidade depende da felicidade da cidade. 

Portanto, o homem feliz é aquele que chega à cidadania. 

Para que isso ocorra, o homem tem que buscar a excelência, ser virtuoso, ele tem que agir conforme as virtudes (justo-meio). Para ser virtuoso, o homem tem que usar sua virtude intelectual na ação, atuando na obtenção da virtude moral. Inteligentemente, o homem evita os vícios por falta e por excesso e atinge o justo-meio (a virtude). 

Por exemplo: entre a vaidade (vício por excesso) e a modéstia (vício por falta) está o respeito próprio (justo-meio). 

Para Aristóteles não é possível chegar no justo-meio fora da ação. Claro é também que, para calcular inteligentemente sua ação, o homem tem de ter alma.

Valores da Vida, Por: Anthony Robbins

Prezar alguma coisa significa atribuir-lhe importância; qualquer coisa que muito prezamos pode ser considerada um "valor". Refiro-me especificamente aos valores da vida, às coisas que para nós são mais importantes.

Crítica da Razão Caótica


O filósofo foi em muitos tempos e lugares alguém que se entregava ao demasiado aprofundamento do conhecimento sobre as coisas e as ideias, e que ao se abdicar da ação, se deixando absorver pelo ócio, por fim teria ao revisitar grandes clássicos em paralelo as notícias atuais de seu tempo um bom balanço a respeito de assuntos variados, juntamente a resoluções éticas, morais.

É certo que dependendo do século em que viveu o filósofo parece mais neurótico, ou mais afável, uns mais pragmáticos e presunçosos, outros mais céticos e existenciais, uns mais complexos, outros mais claros em suas mensagens. 

11 de jan de 2016

Cultura, Ética e Bom Senso fazem um bom Sacerdote


O que leva muitas vezes uma pessoa a procurar a Umbanda é muito diverso. Algumas pessoas chegam pela dor, outras pelo amor, outras pelo conhecimento, e já é um clichê falarmos desses caminhos dentro da religião.

O interessante a se analisar é o fato de que muitas vezes essas pessoas depositam na Umbanda uma carga muito forte de significados e afetos.

Ao adentrar a religião de Umbanda tais pessoas descobrem um novo mundo a ser desbravado, novos significados a serem interpretados, novas verdades a serem descobertas. São arquétipos, rituais, preceitos, conceitos e doutrinas que enchem os que estão chegando de esperanças e expectativas para um novo universo que se abre.

10 de jan de 2016

Calendário Anual de Umbanda


Janeiro 

*17/01 Senhor do Bonfim - Comemoramos nesse dia a linha de baianos e cangaceiros.

*20/01 Oxóssi - Orixá da caça, da busca e do conhecimento que habita nas matas. Elemento vegetal, ponto de força nas matas. Dia de São Sebastião.


Fevereiro

*02/02 Iemanjá - Em alguns terreiros nesse dia é comemorado o dia de Iemanjá com o sincretismo com a Nossa senhora dos Navegantes.


Abril

*23/04 Ogum - Orixá guerreiro, aquele que “quebra” demandas e abre caminhos com sua ordenação militar. Elemento Ar, ponto de força nos caminhos. Dia de São Jorge.


Maio

*13/05 Pretos Velhos - Dia da Libertação dos escravos.

*24/05 Santa Sara Kalí - Padroeira dos Ciganos, pode sincretizar com Egunitá.


Junho

*24/06 Xangô - Orixá da justiça dos raios e equilíbrio. Rege o elemento fogo, ponto de força pedreiras e montanhas. Dia de São João Batista.


Julho

*26/07 Nanã Buruquê - Orixá da sabedoria da calma e evolução, é considerada a mais velha como uma avó. Elemento água e terra, ponto de força nos lagos. Dia de Santa Ana.


Agosto

*16/08 Obaluayê - Orixá ancião da cura, sabedoria e evolução, senhor das passagens. Elemento terra e água, ponto de força no cemitério e no mar. Dia de São Roque.

*24/08 Toque de Exú - Neste dia é realizado uma grande festa em homenagem aos Exús e Pombas-giras, agradecendo sempre o amparo, a dedicação com que cuida de nós.


Setembro

*27/09 Cosme e Damião - Dia em que se comemora a presença das crianças na Umbanda.


Novembro

*02/11 Omulú - Orixá ancião da terra, dos términos e da morte, também trás aspectos de cura como o “fim” da doença, ponto de força no cemitério e no mar. Dia de Finados.

*15/11 Dia da Umbanda - 15/11/1908 Zélio Fernandino de Moraes incorpora pela primeira vez o “Caboclo das Sete Encruzilhadas” o que é considerado primeira manifestação pura de Umbanda.


Dezembro

*04/12 Iansã - Orixá guerreira e da justiça, portadora de espada e direcionadora das situações. Elemento ar, ponto de força nas pedreiras. Dia de Santa Bárbara.

*08/12 Iemanjá - Orixá Mãe de todos, aspectos maternais, geradores e criativos. Elemento água, ponto de força no mar. Dia de Nossa Senhora da Conceição.
Obs: Em alguns terreiros também é festejado no dia 2 de fevereiro

*08/12 Oxum - Orixá do amor, do ouro e da prosperidade. Elemento mineral e aquático, ponto de força nas cachoeiras. Dia de Nossa Senhora Aparecida

*25/12 Oxalá – É o Obatalá (Orixá que se veste de branco), o Orixalá (o maior dos Orixás). Orixá da fé, da paz e da pureza. Aparece sempre acima dos outros Orixás, no topo do altar, o que é facilmente explicado pois sem fé, paz e caridade não há religião.
Tem seu ponto de força em campos abertos, mirantes e todos os lugares que possa sentir sua paz. Natal.